Brasileiros apostam no intercâmbio durante as férias para alavancar a carreira

Brasileiros apostam no intercâmbio durante as férias para alavancar a carreira

Em algum momento da sua vida você já pensou em estudar inglês fora ou conhece dezenas de pessoas que já foram ou querem ir. Isso é comum porque o ensino do Inglês nas escolas ainda é muito precário no Brasil.

É possível perceber uma evolução do ensino dessa disciplina, sobretudo nas escolas privadas, porém a distância ainda é muito grande entre um aluno terminar o ensino médio – ou mesmo a graduação – e falar inglês com segurança.

Atualmente existem inúmeras escolas de inglês para complementar a lacuna do nosso ensino, mas são poucas as que, efetivamente, desenvolvem a fluência no idioma. Sem contar que, infelizmente, essas escolas custam caro e os cursos duram alguns anos.

Se pensarmos nos profissionais que estão no mercado de trabalho e ainda não falam inglês, o quesito tempo conta e muito. Quando adicionamos o fato de que há mais de 40.000 empresas multinacionais instaladas no Brasil, o cenário fica quase desesperador.

“As vagas que têm o inglês avançado ou fluente como requisito ainda são desafiadoras para preencher. Infelizmente, o idioma se torna um grande filtro dos profissionais no momento de recrutar e convidar para uma entrevista. Acaba que muitos profissionais excelentes ficam de fora por não atenderem esse requisito. A maioria das pessoas até têm conhecimento do idioma, mas não se sentem seguros para usar no ambiente de trabalho – até mesmo aqueles que estudaram inglês durante anos. Percebo que a maior deficiência na língua é o falar, pois a maioria consegue ler e escrever com qualidade. Fazer um intercâmbio ajuda a superar essa trava no idioma, além de contar como uma experiência internacional no currículo”.

Norma Barros, Headhunter com mais 30 anos de experiência em RH e no recrutamento de Executivos para empresas Multinacionais.

Essa é a razão do aumento da procura por intercâmbios mais curtos pelos profissionais, pois a ideia é conciliar com as férias do trabalho. Afinal de contas, não é todo mundo que pode deixar seu emprego para estudar, principalmente, no atual cenário da nossa economia.

Seguem 5 dicas super importantes para os profissionais que pretendem fazer um curso de inglês fora durante seu período de férias:

  1. Escolha um destino alinhado aos seus interesses pessoais. Por exemplo, se você não gosta de frio e decidir viajar para um país que está no inverno, esse será um período bastante incômodo. Você tem um objetivo que é aprender o idioma, então canalize suas energias nisso, mas sem deixar de aproveitar. Lembre-se: você também está de férias e merece ter momentos prazerosos.

  2. Estude um mês ou mais, se tiver essa opção. Esse será o tempo mínimo para você conseguir estudar diferentes tópicos e aplicar o que aprendeu na prática, consolidando o aprendizado.

  3. Opte por um curso super intensivo lá fora! Você tem pouco tempo, então precisa otimizar o seu estudo: um mix entre aulas coletivas e aulas individuais será a melhor opção. Sabemos que é raro alguém estar, exatamente, no mesmo nível em todas as habilidades do idioma. Normalmente, os brasileiros são bons na escrita e gramática e têm maior dificuldade na compreensão e fala. Por isso, busque um curso mais personalizado para desenvolver suas principais dificuldades no inglês. Certamente, os avanços serão muito mais concretos e efetivos no final do seu intercâmbio.

  4. Fuja de brasileiros! Amamos a nossa cultura e língua, porém não será inteligente investir tempo e $$ em um intercâmbio curto para conviver com outros brasileiros e falar português. Esse ponto é extremamente importante, pois os destinos clássicos (Estados Unidos, Canadá, Irlanda, Inglaterra, Malta e Austrália) e suas respectivas escolas estão lotados de brasileiros. Busque um destino e escola que tenham o menor número possível de brasileiros, assim você terá, de fato, uma imersão no idioma.

  5. Por ultimo, mas não menos importante, busque um destino com um povo friendly e aberto para turistas. Isso te fará viver em inglês – como o idioma é realmente falado nas ruas e em situações corriqueiras. Além de você se desafiar mais e ter mais exposição em inglês, você também fará um mergulho na cultura local. Isso te proporcionará uma visão ampliada de mundo e cultura, além de muitas histórias para contar.

Diante de tudo o que foi mencionado nesse post e da nossa experiência com programas de intercâmbio, apostamos nas Filipinas como o melhor destino para estudar inglês nas férias. Por reunir ótimas opções de curso de inglês, clima tropical, praias paradisíacas, ótimos preços, poucos brasileiros e um povo super acolhedor.

Nós da Go to Paradise estamos à disposição para te ajudar a encontrar a melhor opção de Viagem & Estudo.